Bra BRA
A passagem será vendida pelo Portal de Passagens e será cobrada taxa administrativa.

Perguntas frequentes

Se você está visitando o Brasil fique atento às seguintes regras para viajar com a Pássaro Marron e Litorânea.

Compras em dinheiro e à vista podem ser efetivadas em uma de nossas agências – veja lista completa das Bilheterias no site da Pássaro Marron.
Compras por meio de cartões de crédito, no website Pássaro Marron: www.passaromarron.com.br. O passageiro será remetido ao site do prestador de serviços de conveniência, Portal de Passagens, com cobrança de taxa de conveniência. Consulte condições de parcelamento.
Compras por meio de cartões de débito, nos totens de autoatendimento (quando houver).
Apenas para as linhas metropolitanas (EMTU) será necessário comparecer previamente à bilheteria da agência da Pássaro Marron para emitir as passagens. Nas demais linhas – intermunicipais (ARTESP) e interestaduais (ANTT), o bilhete pode ser adquirido nas bilheterias, nos totens de autoatendimento (quando houver), no site e no aplicativo. As compras no site o no aplicativo permitem embarque direto por QRCode. Clicou, comprou, viajou.
O horário da viagem deve ser programado levando em consideração o compromisso no destino, especialmente em caso de conexão com outro meio de transporte (Aeroporto de Guarulhos, Terminais Rodoviários, Porto de Santos, etc). Os ônibus iniciarão sua viagem, partindo dos Terminais Rodoviários, dentro do horário programado, porém a Pássaro Marron não se responsabiliza por atrasos na viagem, em decorrência de obras nas rodovias, chuvas fortes, trânsito intenso (fato provável na alta temporada), acidentes, quedas de barreira ou outras situações que ocorrem nas rodovias. Sugerimos que a programação contemple até 12 horas de antecedência do horário do check in, especialmente em trajetos longos, na alta temporada.
Confira os dados do bilhete e da taxa de embarque (se vendida separadamente) e guarde estes documentos, pois eles devem ser apresentados no embarque.

  •   Bilheteria:  somente em dinheiro.

Internet

  • Compra de passagem pelo website somente com cartão de crédito ( valor da compra de passagens pode ser dividido em até 3 vezes no cartão de crédito. Uma taxa de conveniência será cobrada no valor de R$ 5,50).
  • Regras de parcelamento: Até R$ 50,00 à vista / De R$50,00 a R$100,00 em 2 parcelas / Acima de R$ 100,00 em 3 parcelas;
  • Nas compras via internet, você receberá via SMS em seu celular um código localizador, com o qual poderá imprimir suas passagens nas agências ou nos totens de autoatendimento (quando houver)  ou diretamente no guichê da agência.

TÓTEM

  • Compra de passagem  nos tótens de autoatendimento  (pagamento com cartão de débito ou crédito) se disponível na localidade.

Consulte as regras em Cancelamento e Remarcação de Passagens (ANTT, ARTESP  e EMTU)

É possível fazer esse procedimento diretamente no site.

Em caso de dúvida ligue no SAC nos seguintes números:

  1. Serviço de Atendimento: 011.3775.3850 | 0800.285.3047
  2. Especial| Atendimento a pessoas com deficiência auditiva e de fala: 0800.888.2122
  3. Observe o estorno em suas próximas faturas

Observação: Passagem impressa é necessário efetuar a solicitação de cancelamento diretamente  na agência em até 1 hora antes da viagem marcada.

Os cancelamentos, remarcação e transferência de passagem são permitidos, desde que realizados da seguinte forma:

Prazo: (i) em até 3 (três) horas antes do embarque para as passagens interestaduais (ANTT) (art. 740 do Código Civil e Resolução 4.282/2014 da ANTT); (ii) em até 30 minutos antes do embarque para as passagens intermunicipais (ARTESP) e Decreto Estadual 61.635/2015, as quais permitem cancelamentos/alterações desde que realizados 1 (uma) hora antes do embarque intermunicipale (iii) a qualquer tempo desde que dentro do período de 1 ano a contar da compra da passagem (primeira marcação) para as passagens metropolitanas EMTU.

Local: (i) se o passageiro comprou a passagem na agência ou o totem, o cancelamento, remarcação e transferência só poderão ser realizados na bilheteria de uma das agências da Pássaro Marron; (ii) no entanto, se o passageiro fez apenas uma reserva pelo site ou pelo aplicativo, cancelamento, remarcação e transferência podem ser realizados no próprio site ou no aplicativo ou, ainda, por meio de contato com o SAC 0800 285 30 47 ou (11) 3775 3850 (as pessoas com deficiência auditiva e de fala devem ligar para 0800 888 2122).

Multa: sempre haverá retenção de 5% (cinco por cento) sobre o valor da tarifa a título de comissão de venda e multa compensatória.

O passageiro perderá seu direito de cancelamento, remarcação ou transferência das passagens ARTESP/ANTT caso não adote providências dentro dos prazos previstos e no local previsto, ou caso simplesmente, não compareça no embarque.

A validade do bilhete de passagem é de 1 (um) ano da data da primeira emissão. A última viagem remarcada precisa ser dentro deste período.

  • Após comprar a passagem, via online, favor dirigir-se ao tóten ou no guichê (caso não tenha tóten)  para impressão da mesma. Após isso, favor dirigir-se a plataforma de embarque.
  • Se precisar levar algo no bagageiro, entregar para o auxiliar de plataforma na hora do embarque, que identificará sua bagagem e lhe dará uma via desta identificação (Guarde-a bem pois precisará dela para retirar sua bagagem)
  • Apresentar documento oficial com foto (RG, CNH ou Carteira de Trabalho). Para estrangeiros, o documento oficial no País é o passaporte ou RNE).
  • Antes de embarcar, deverá preencher a passagem, identificando o nome do passageiro que vai viajar e número do documento.
  • Entrando no ônibus – na passagem estará marcada o número de seu assento.

Ao desembarcar. Lembre-se de pegar seus pertences e sua bagagem com o auxiliar de plataforma, apresentando a sua via de identificação. (Caso a mesma não seja apresentada, a bagagem não será devolvida). Não nos responsabilizamos por objetos esquecidos no interior do veículo. Leve seus objetos consigo.

O nome do passageiro deverá constar obrigatoriamente no bilhete de passagem. A passagem é nominal, portanto, somente o passageiro que constar na passagem poderá viajar

Gratuidade: Crianças – nas linhas da ANTT, ARTESP e EMTU, de até 06 (seis) anos incompletos serão transportados no colo e observadas às disposições legais e regulamentares aplicáveis ao transporte de menores, mas deverá ser comunicado no ato da compra da passagem para que seja emitido um bilhete de embarque para a devida identificação da criança. Este bilhete não terá custo.

 

 

Antes de ir ao terminal, o passageiro deve verificar se está de posse do bilhete de passagem (QRCode em caso de compra por aplicativo e no site) e do documento de identificação oficial com foto (vide outros casos específicos – menores e portadores de gratuidades; transporte de animais ou objetos).

Local de embarque: o bilhete tem a indicação do Terminal Rodoviário e do número da plataforma em que ônibus irá estacionar. O passageiro deve confirmar a cidade de destino no letreiro digital ou placa no para-brisa do carro. Em caso de dúvida, perguntar ao motorista.

É preferível que o embarque ocorra nos Terminais Rodoviários. Caso haja opção de embarque na estrada, o passageiro deve verificar os pontos oficiais no site, chegar no local e horários indicados e sinalizar ao motorista, quando ele passar pelo trecho.

É possível a utilização de ônibus de empresas parceiras, os quais estarão identificados com uma placa “A Serviço da Pássaro Marron”.

Horário do embarque: é recomendável chegar com antecedência de 1 hora ao terminal rodoviário. Caso haja opção de embarque na estrada, o passageiro deve estar no local de embarque no horário previsto, entretanto, deve estar ciente de que há possibilidade de atraso.

No momento do embarque é obrigatória a apresentação dos seguintes documentos: (i) o bilhete de passagem impresso; (ii) a taxa de embarque (se vendida separadamente) e (iii) documento de identificação oficial com foto.

É imprescindível a apresentação de documento de identificação oficial, em sua via original e com foto – RG, Passaporte, CTPS, CNH, Carteira de Identificação Profissional, Carteira de Identificação emitida pelo Ministério da Defesa, Marinha, Aeronáutica e Exercito e RIC; para estrangeiros: passaporte ou RNE. É possível a apresentação de cópias autenticadas. No caso de furto, roubo ou extravio do documento, pode ser apresentado boletim de ocorrência elaborado em até 30 dias antes da data de embarque.

Nas viagens ARTESP é obrigatório o preenchimento da Ficha de identificação do passageiro (Portaria da ARTESP nº 9, de 09.04.12).

Não será permitido o transporte de passageiros em pé, seja no corredor do veículo ou nos degraus.

O passageiro deve observar as obrigações do usuário dos serviços de transporte (art. 7º Resolução ANTT nº 1383/2006 e Decreto Estadual e art. 25 do Decreto 61.635/2016 ARTESP/EMTU), não devendo embarcar em estado de embriaguez, com moléstia contagiosa, em trajes manifestamente impróprios; não devendo portar arma de fogo (salvo autoridades legalmente habilitadas) ou embarcar produtos perigosos (como fogos de artificio e outros inflamáveis) ou embarcar animais silvestres ou domésticos que não estejam acondicionados, vacinados e com os documentos exigidos ou objetos com dimensões ou embarcar objetos de acondicionamento incompatíveis (bicicletas, pranchas de surf, televisores); ter comportamento indecoroso ou agressivo ou insistir em uso de aparelho sonoro, mesmo depois de advertido pela tripulação do veículo ou fizer uso de cigarro ou substâncias entorpecentes.

Ao passageiro está assegurado seus direitos enquanto usuário do serviço de transporte (Anexo 1 da Resolução ANTT nº 4282/2006 e Decreto Estadual e art. 25 do Decreto 61.635/2016 ARTESP/EMTU), devendo ser transportado com pontualidade, segurança, higiene e conforto; ter franquia de bagagem em peso e dimensões compatíveis; receber ticket de bagagem e ser indenizado por extravio; receber a diferença caso haja alteração do serviço; receber alimentação e pousada em caso interrupção/retardamento da viagem após 3 (três) horas por motivo de responsabilidade da transportadora (defeito); receber assistência em caso de acidente; ser ressarcida por atraso no embarque superior a 1 (uma) hora; ter assegurado prazo de 3 (três) horas para retomada em caso de viagem interrompida; remarcar, transferir e cancelar o bilhete adquirido, desde que 3 horas antes do momento do embarque, devendo observar ainda o prazo de um 1 (ano) de validade do bilhete e a possibilidade de cobrança de até 20% (vinte por cento) para remarcação e 5% (cinco por cento) para cancelamento; ter Seguro em viagens ANTT; não ser obrigado a adquirir seguro facultativo complementar de viagem.

 

Nas linhas metropolitanas (EMTU) e intermunicipais (ARTESP) poderão ser transportados apenas animais domésticos de pequeno porte com 10 (dez) quilos no máximo (pet), acondicionado apropriadamente em container de fibra de vidro ou material similar resistente, sem saliências ou protuberâncias, à prova de vazamento, limpo, não contendo água, alimentos ou dejetos que possam causar qualquer tipo de incômodo aos demais passageiros.

No transporte metropolitano (EMTU) o transporte do pet deverá ocorrer fora dos horários de pico (de 6:00h às 10:00h e das 16:00h às 19:00h), salvo comprovação de que o animal irá realizar procedimento cirúrgico (Lei Estadual 16.930/2019).

Nas viagens intermunicipais (ARTESP), o proprietário deverá comprar passagem para acomodar o pet ao seu lado.

Em nenhuma hipótese o pet poderá ser retirado do container. Ele poderá sair ao desembarcar nos locais de parada obrigatória do ônibus durante o trajeto.

Não serão transportados animais ferozes, peçonhentos e com problemas de saúde, que possam comprometer a segurança do veículo, de seus usuários ou de terceiros.

Os cães a gatos precisam apresentar a carteira de vacinas, indicando expressamente a vacina anti-rábica e atestado de um médico veterinário, credenciado pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária, cujo prazo é de 30 dias (caso o retorno seja após o prazo de validade, outro atestado deverá ser expedido). Além destes documentos, os demais animais domésticos precisam apresentar Guia de Trânsito Animal (GTA), obtido no Ministério da Agricultura.

O cão-guia que acompanhar deficiente visual não estará sujeito ao limite de peso, ao acondicionamento em container e tampouco ao atestado de médico veterinário. O cão guia deve apresentar apenas a carteira de vacinas, indicando expressamente a vacina anti-rábica e o registro ou placa de escola de cão-guia (Decreto nº 5.904/06).

Sobre Bagagem(Decreto Federal n.º 2521, de 20 de março de 1998, Resolução ANTT 1432, de 26 de abril de 2006 e Decreto Estadual nº 29.913/1989).Conceito de Bagagem: É o conjunto de objetos de uso pessoal do passageiro, devidamente acondicionado, transportado no bagageiro do veículo.

Em caso de envio de encomendas veja possibilidade de utilizar os serviços da TEX Encomendas: www.texencomendas.com.br

  • Se acontecer alguma irregularidade ou bagagem extraviada, a quem devo recorrer?

Procure o guichê da empresa e fale com o responsável de plantão no momento do desembarque.

  • O que posso transportar no ônibus?

Vide Conceito de Bagagem

No bagageiro você pode transportar gratuitamente, bagagem ate 30 kgs. Os volumes pequenos e de fácil acomodação (até 5ks), podem ser levados consigo dentro do ônibus. Excedida a franquia acima, haverá cobrança pelo excesso de bagagens. Consulte a empresa de ônibus com a qual irá viajar para certificar-se dos limites estabelecidos.

  • O que não posso transportar no ônibus?

Não é permitido produtos considerados perigosos, indicados na legislação específica, e também daqueles que, por sua forma ou natureza, comprometam a segurança do ônibus, seus ocupantes ou terceiros. Produtos inflamáveis ou corrosivos,   eletrodomésticos, eletroeletrônicos, monitores em geral, motocicletas ou veículos motorizados de pequeno porte ou à bateria, computadores de modo geral, arma branca ou produtos que podem comprometer a integridade da bagagem dos demais passageiros.

  • Para verificar legislação vigente clique no link abaixo.

Site da ARTESP  – www.artesp.sp.gov.br

Sites da ANTT –  www.antt.gov.br

Site da EMTU –  www.emtu.sp.gov.br

Art. 7º Resolução nº 1383, de 29 de março de 2006.
I- Não se identificar quando exigido;
II- Em estado de embriaguez;
III- Portar arma, sem autorização da autoridade competente;
IV- Transportar ou pretender embarcar produtos considerados perigosos pela legislação especifica;
V- Transportar ou pretender embarcar consigo animais domésticos ou silvestres, sem o devido acondicionamento ou em desacordo com disposições legais ou regulamentares;
VI- Pretender embarcar objeto de dimensões e acondicionamento incompatíveis com o porta-embrulhos;
VII- Comprometer a segurança, o conforto ou a tranquilidade dos demais passageiros;
VIII- Fizer uso de aparelho sonoro, depois de advertido pela tripulação do ônibus;
IX- Demonstrar incontinência no comportamento;
X- Recusar-se ao pagamento da tarifa;

XI- Fizer uso de produtos fumígenos no interior do ônibus, em desacordo com a legislação pertinente.

CARTÃO PASSE FACIL COMUM – É o cartão utilizado para embarque  nas Linhas Rodoviários/Seletivas da EMTU do Vale Paraíba e Litoral Norte

FUNCIONAMENTO – O cliente efetua seu cadastro, recebe um cartão onde é colocado o valor da passagem, ao embarcar no ônibus ele apresentará o cartão na antena, passará pela catraca e realizará a viagem. Ao término da viagem o cliente apresentará o cartão no validador o sistema efetuará a cobrança relativa ao trecho utilizado e liberará a catraca para o cliente descer

ONDE ADQUIRIR –  Em qualquer agência do Vale do paraíba o cartão pode ser feito mediante apresentação do RG e CPF

CUSTO DO CARTÃO –  A primeira via é gratuita, a partir da segunda existe a cobrança de R$ 12,00

BLOQUEIO DO CARTÃO –  Em caso de perda ir numa das agências da Pássaro Marron e Litoranea  solicitar o bloqueio e confeccionar novo cartão mediante pagamento da taxa de R$ 12,00. O reembolso acontecerá em 48 horas  diretamente nos ônibus via recarga embarcada.

EMBARQUE COM O CARTAO  NOS TERMINAIS RODOVIÁRIOS-  Nos terminais rodoviários  para poder embarcar nos ônibus com o cartão passe fácil comum, mesmo que possua crédito no cartão, deve ser adquirida a taxa de embarque (que é uma cobrança da administradora do terminal) e reservado a poltrona.

EMBARQUE COM O CARTÃO FORA DO TERMINAL – Desde que o cartão possua crédito o embarque pode ser feito na estrada normalmente

CARREGAMENTO DO CARTÃO PASSE FÁCIL COMUM-  O cartão passe fácil comum só é carregado diretamente nos guichês, pode ser colocado o valor de 01 (uma) tarifa do trecho desejado ou mais.

COMPRA PELO SITE –  No site a compra para as linhas seletivas da EMTU,  continua normal através do cartão de crédito, e a retirada da passagem acontece nos totens ou diretamente no guichê para as agências que não possuem totem

COMPRA  NOS TOTENS DE AUTOATENDIMENTO – A partir de setembro/2015 a compra de passagens para as linhas rodoviárias da EMTU do Vale do Paraíba, cujo sistema de embarque é a Bilhetagem Eletrônica podem ser feitas somente no guichê das agências ou no site.

VALE TRANSPORTE –  O vale transporte é adquirido diretamente pela empresa em nosso site www.passaromarron.com.br e www.litoranea.com.br

A empresa efetuará o cadastro da empresa, após o cadastro dos funcionários. Se os funcionários possuírem cartão o próprio sistema informará a empresa, caso o funcionário não possua o cartão a empresa o cadastrará e o funcionário poderá retirar seu cartão em qualquer agência do Vale do Paraiba, mediante apresentação do RG e CPF. O crédito no cartão acontecerá diretamente no validador do ônibus até 48horas após o pagamento efetuado pela empresa

EMBARQUE DE CRIANÇAS E ADOLECENTES. NECESSIDADE DE ACOMPANHAMENTO OU AUTORIZAÇÃO PARA MENORES DE 16 ANOS NO TRANSPORTE INTERMUNICIPAL (ARTESP) E INTERESTADUAL (ANTT)

As regras de autorização de embarque de menores não são uma escolha da transportadora, decorrem de leis emitidas pelo poder público e podem ser alteradas a qualquer momento, independentemente de comunicação prévia aos passageiros. Para confirmação antes do embarque, ligue para o SAC 0800 285 30 47 ou (11) 3775 3850 (as pessoas com deficiência auditiva e de fala devem ligar para 0800 888 2122). As informações abaixo têm conteúdo informativo.

No transporte intermunicipal (ARTESP) e interestadual (ANTT), os menores de 16 anos apenas poderão viajar:

Se acompanhados de um dos pais ou responsável (devidamente comprovado);

Se apresentarem documento original de autorização escrita devidamente assinada, com reconhecimento de autenticidade (firma) em cartório, emitida por um dos pais ou responsável legal, autorizando a viajem do menor desacompanhado (sozinho) ou acompanhado por um terceiro, na qual deverá conter origem e destino da viagem, a data de validade da autorização, os dados pessoais do menor, dos pais ou responsáveis e da pessoa com quem o menor viajará, se for o caso;

Por fim, o menor de 16 anos pode, ainda, viajar com parentes maiores de 18 anos, até terceiro grau (irmão, tio ou avô), que deverão além do documento oficial com foto (RG) será necessária a apresentação dos documentos que comprovem grau de parentesco do acompanhante – certidões de nascimento.

Os pais, acompanhantes, terceiros e menores devem apresentar documento de identificação oficial, em sua via original e com foto – RG, Passaporte, CTPS, CNH, Carteira de Identificação Profissional, Carteira de Identificação emitida pelo Ministério da Defesa, Marinha, Aeronáutica e Exercito e RIC; para estrangeiros: passaporte ou RNE. É possível a apresentação de cópias autenticadas. No caso de furto, roubo ou extravio do documento, pode ser apresentado boletim de ocorrência elaborado em até 30 dias antes da data de embarque.

Apenas menores de 12 anos poderão ser identificados Certidão de Nascimento, caso o menor não tenha documento oficial com foto (RG).

No transporte metropolitano (EMTU) não há proibição de transporte de menor desacompanhado. Entretanto, o menor deverá apresentar documento oficial com foto.

Nas viagens interestaduais (ANTT), há seguro obrigatório o nos artigos 20, inciso XV, e 29, inciso XX, do Decreto nº 2521/1998 e no Título III da Resolução ANTT nº 19, de 23 de maio de 2002.Não haverá seguro facultativo.

Nas viagens intermunicipais (ARTESP, Portaria 09/2014), no momento da compra da passagem, o passageiro poderá optar pelo pagamento de seguro facultativo.

Nas viagens metropolitanas (EMTU), não há seguro.



Receba Novidades

Atendimento Chat
Atendimento WhatsApp